Skip To Content

Cheiro verde: como conservar e formas de usá-lo em pratos

Cheiro verde: como conservar e formas de usá-lo em pratos

Quem nunca pegou uma receita para seguir, se deparou com “uma pitada de cheiro verde” e não sabia do que se tratava, que atire a primeira pedra.

Cheiro verde nada mais é que cebolinha combinada com salsa ou coentro – no Sul e Sudeste, a combinação é com salsa, no Norte e Nordeste, com coentro. Todas as três são condimentos usados em diversos países há séculos.

E você sabe como escolher o melhor ramo da feira ou no supermercado? É bem fácil: observe as folhas, veja se todas estão bem verdinhas — se muitas estiverem machucadas ou escuras, evite, porque você vai acabar perdendo boa parte do maço.

Cortando salsinha e/ou coentro

O melhor que você pode fazer é picar as ervas quando elas estiverem bem secas. Então, ao chegar da feira ou do mercado, aproveite para lavar o cheiro verde em água corrente e secar (se você tiver uma centrífuga de salada em casa, ótimo! Se não, use um pano de prato ou papel toalha para deixar as folhas sequinhas).

Com as folhas secas, reserve os talos e pique as folhas em pedaços pequenos, fazendo movimentos de alavanca com a faca – existe um utensílio de cozinha bem útil, chamado meia-lua, que pica as hortaliças em pedaços bem pequenos, sem oferecer riscos aos dedos.

Ah, e sabe os talos que foram cortados? Nada de jogar fora! Você pode aproveitá-los também no preparo de uma deliciosa maionese temperada. É só bater tudo junto e voilà. :)

Cortando cebolinha

O passo de lavar e secar é o mesmo da salsa e do coentro. Para facilitar e agilizar o corte, amarre os talos. Corte a parte branca de todos e descarte. Vá cortando devagar por toda a extensão da cebolinha em pedaços miúdos.

Armazenar

Depois de lavar, secar e cortar tudo, congele! Acredite, você não vai querer passar por esse processo todas as vezes que for usar cheiro verde em alguma receita. Compre em quantidade razoável e aproveite que você já vai gastar tempo mesmo para lidar com as suas ervas e guarde bastante para receitas futuras.

Guarde em recipientes com tampa e coloque no congelador. As ervas vão do freezer direto para a panela e você não perde nada no processo.

Onde usar

Salsinha vai bem na polenta, com arroz, no purê de batata… Coentro entra na guacamole e na moqueca. Já a cebolinha (que, atenção, não é muito amiga do calor e, portanto, deve ser usada sempre no fim das preparações) acompanha pratos que levam ovos, peixes, sopas cremosas e saladas.

Já tentou colocar cheiro verde na maionese Hellmann's e passar no pão? Fica aqui a sugestão de primeira receita para o seu maço de cheiro verde: em uma tigela, misture duas colheres de Hellmann's com salsa ou coentro e cebolinha a gosto. Aí é só passar no pão e curtir a crocância e refrescância das hortaliças e a cremosidade da maionese.

Próximo artigo

Bife à parmegiana, acebolado, a rolê: como variar a carne do dia a dia

Bife à parmegiana, acebolado, a rolê: como variar a carne do dia a dia