Skip To Content

Como fazer as verduras durarem mais tempo

Como fazer as verduras durarem mais tempo

Consumir alimentos frescos é importante não apenas pelo sabor, cheiro e textura, mas também para garantir uma dieta mais saudável, já que, assim, os vegetais preservam seus nutrientes. Mas nem sempre é fácil garantir as verduras do dia e, como a vida pede mais praticidade, o jeito é fazer a compra na feira, no mercado ou no hortifruti já se planejando para a semana inteira.

E, como alimentos altamente perecíveis que são, as verduras pedem cuidados especiais de conservação, que vão muito além de apenas guardá-las em suas próprias embalagens na própria geladeira. Se a ideia de perder mais tempo cuidando dos seus verdes te assustou, calma! A gente promete que são dicas práticas e fáceis – rapidinho você incorpora esses hábitos no seu dia a dia. Vamos lá?

Higienizar logo de cara ou não?

Há quem diga que é melhor deixar para higienizar quando for consumir, já que a umidade que fica nas folhas acelera a degradação delas. Por outro lado, se você tiver uma boa centrífuga de saladas em mãos, pode optar por cortar as folhas e higienizá-las assim que chegar em casa, secando-as bem antes de guardá-las.

Para realizar uma higienização adequada, mergulhe a verdura em uma solução de água com hipoclorito de sódio ou água sanitária, seguindo a recomendação de diluição e tempo de pausa indicados na embalagem do produto. Essa higienização também é recomendada para legumes e frutas.

Para guardar

Não tem problema guardar diferentes folhas juntas, como alface, rúcula e agrião, por exemplo, mas o ideal é não deixá-las amontoadas. A melhor forma de armazenar suas folhas é agrupá-las em potes por camadas. Cubra o fundo do recipiente com uma folha de papel-toalha – isso vai ajudar a absorver a umidade residual –, coloque uma camada de verdura não muito grossa, cubra com outra folha de papel-toalha. Siga essa sequência e, por fim, coloque uma última camada de papel-toalha antes de fechar o pote.

Na geladeira, armazene as folhas no gaveteiro ou as prateleiras inferiores, assim elas ficam sempre frescas por mais tempo. Caso as verduras estejam murchas, a dica é mergulhá-las por um minuto em água morna e, em seguida, mais um minuto na água gelada.

Para ervas frescas, o processo é diferente: elas não duram muito nem na geladeira nem fora dela. Então, de preferência, deixe-as em temperatura ambiente, assim elas preservam o sabor e a textura. O ideal é que o consumo seja rápido.

Congelar

Vegetais folhosos que são consumidos crus, como alface, rúcula, couve e agrião não toleram o congelamento. Já praticamente todos os outros, como brócolis, repolho e couve-flor, podem ser congelados, mas devem passar por alguns processos. Para começar, você deve higienizar os alimentos, como explicamos acima. Aí é preciso fazer o branqueamento, mergulhando os alimentos em água fervente por cerca de dois minutos e, depois, levando rapidamente para uma tigela com água fria. Antes de congelar as verduras, deixe-as secarem bem.

Embale os itens em recipientes com tampa ou sacos herméticos próprios para o congelador, lembrando de tirar todo o ar antes de fechar a embalagem. As verduras podem durar até seis meses no freezer. Se quiser congelar ervas frescas, a dica é picá-las e armazená-las em pequenas porções – você pode ir descongelando conforme a necessidade de uso. Ervas frescas duram cerca de um mês no freezer.

Quer mais dicas para conservar seus alimentos e evitar o desperdício? Vem ver aqui!

Próximo artigo

Confira 6 receitas vegetarianas saborosas para qualquer momento do seu dia

Confira 6 receitas vegetarianas saborosas para qualquer momento do seu dia