Skip To Content

Dicas eficientes para você aprender a cozinhar a vapor

Dicas eficientes para você aprender a cozinhar a vapor

Muitos alimentos quando cozidos perdem os nutrientes. O cozimento a vapor é a perfeita solução para manter as vitaminas e minerais, trazendo diversos benefícios à nossa saúde, além de deixar o alimento mais colorido e com uma saborosa textura. Veja, abaixo, dicas eficientes para você aprender a cozinhar a vapor:

Panela

Certifique-se de que a panela é funda o suficiente para comportar a quantidade necessária de água para o cozimento a vapor sem que o cesto em cima com os ingredientes tenha contato com ela.

Cestinha ou peneira

Existem utensílios específicos para o cozimento a vapor. No entanto, é possível fazê-lo com uma panela funda e, em cima, uma peneira ou cestinha.

Quanto menos água, melhor

No caso de cozimento a vapor, o segredo está em não colocar os alimentos em contato com a água, pois ela leva embora diversos muitos nutrientes. Utilize apenas 5cm de água para que ela evapore, passe pelo alimento e volte a cair novamente já que a tampa da panela deve estar fechada.

Hora do cozimento

Quando a água estiver chegando no ponto de ebulição, é hora de acrescentar os alimentos à cestinha ou peneira. Certifique-se que nada esteja encostando no líquido. Tampe a panela. Atenção: cuidado ao abrir a tampa, pois o vapor da água estará extremamente quente.

Alimento em cortes grandes

Devemos cortar os alimentos em pedaços grandes, garantindo que o cozimento a vapor será mais eficiente já que, dessa forma, menor a quantidade de vapor entra em contato com alimento, preservando-o ainda mais.

Alimento com cascas

No caso dos legumes, que são os favoritos para o cozimento a vapor, é ainda melhor manter as cascas, pois elas formam uma barreira natural preservando os nutrientes.

O azeite como aliado

O azeite é excelente para o cozimento a vapor. Além de deixar a comida com um gostinho mais especial, ele também ativa vitaminas A, B, E e K que são só absorvidas em contato com um pouco de gordura, no caso, o azeite.

O ponto final de cada legume

Cada legume possui tempos diferentes de cozimento ao vapor. No entanto, a dica mais importante é abrir a panela e se certificar que a parte central do legume está um pouco dura, pois até levar à mesa, o legume terá cozido totalmente sem ficar molenga. Além disso, os legumes ficam com uma cor mais vibrante depois que chegam ao ponto. Beterraba e batata levam mais tempo para ficarem prontas no cozimento a vapor. Abóbora, berinjela e couve, muito menos.

Carnes também vão ao vapor

Mesmo que leve um pouquinho mais de tempo que os legumes, as carnes também podem ser cozinhadas ao vapor. O ponto final vai do gosto de cada um. Um grande benefício de cozinhar carne no vapor é a redução da produção de substâncias cancerígenas.

Evite abrir a panela antes da hora

Para que o cozimento a vapor seja eficiente, marque no relógio a quantidade de tempo exata, caso contrário, ao abrir antecipadamente pode prejudicar o processo de cozimento, levar mais tempo e modificar a textura do alimento.

Sal no fim

Para que não haja a perda de água durante o cozimento a vapor, salgue apenas no final do processo. Uma ideia legal é adicionar ervas aromáticas e condimentos que, durante o cozimento a vapor, saborizem os alimentos

Cozedura passiva

Esta é uma outra forma de cozimento ao vapor. Como demora mais, mantêm ainda mais os nutrientes e vitaminas do alimento. É ideal para você realizar outras tarefas enquanto o cozimento passivo acontece, já que não há risco de queimar os alimentos.

Gostou de conhecer os benefícios do cozimento a vapor? Que tal testar então essa forma mais saudável e saborosa de preparar sua comida? Nossa dica é essa receita nutritiva de Legumes Cozidos no Vapor com Gengibre. Fácil de fazer, o resultado fica incirível!

Próximo artigo

Bife à parmegiana, acebolado, a rolê: como variar a carne do dia a dia

Bife à parmegiana, acebolado, a rolê: como variar a carne do dia a dia