Skip To Content

Truques para conservar alimentos por mais tempo e evitar o desperdício

Truques para conservar alimentos por mais tempo e evitar o desperdício

Chega o fim da semana e, com ele, uma parte dos legumes, frutas e verduras podem acabar indo para o lixo depois de não terem sido consumidos durante a semana. Para evitar que isso aconteça, existem técnicas que ajudam a preservar esses alimentos por ainda mais tempo – inclusive os que ficam em temperatura ambiente. São dicas fáceis de seguir e que vão mudar o seu dia a dia, permitindo que seus verdes durem mais, sem perder os nutrientes e evitando desperdício. Dá uma olhada:

Conservar alimentos na geladeira

  • Guarde cada tipo de alimento em embalagens individuais, que preservam suas qualidades e atrasam a deterioração. Além disso, evitam que um alimento pegue o "gosto" do outro.
  • Armazene esses alimentos na parte baixa da geladeira, onde fica a gaveta. Por lá, a temperatura não é tão baixa quanto nas partes superiores e um ambiente muito frio pode "queimar" os vegetais.
  • Não deixe que seus alimentos fiquem em contato direto com as paredes da geladeira. O sistema frost free dos refrigeradores tem o mesmo efeito do ambiente muito gelado e acaba com o sabor e a vivacidade dos seus verdes.

Conservar alimentos em temperatura ambiente

Além de conhecer os métodos de preservação, é importante listar quais alimentos podem ficar fora da geladeira.

  • Cebola: mantenha-as em um saco de papel aberto em ambiente arejado e seco. Cebolas detestam umidade!
  • Tubérculos: o amido da batata, batata-doce, mandioca e inhame, na geladeira, se transforma em açúcar, alterando sabor, cor e textura. Por isso, armazene em local fresco e seco, de preferência em sacos de papel abertos, para evitar que criem brotos. Atenção especial à batata: ela não pode ser exposta à luz, que pode causar a formação de solamina, que é uma substância tóxica (quando a batata fica verde).
  • Alho: como os exemplos acima, mantenha o alho em sacos de papel aberto, em temperatura ambiente. Na geladeira, eles perdem o sabor.
  • Tomate: por incrível que pareça, a refrigeração acelera o deterioramento do tomate – isso por causa da umidade. O ideal é deixá-lo em temperatura ambiente. Como é um fruto altamente perecível, o ideal é comprar apenas a quantidade ideal para consumo próximo.
  • Frutas: banana, kiwi, pêssegos, ameixas e damascos, por exemplo, amadurecem mais rápido em temperatura ambiente. Se elas já estiverem muito maduras, armazene na geladeira – mas não por muito tempo! Já frutas como melancia e melão devem ficar fora da geladeira, já que a refrigeração pode alterar suas características antioxidantes. Uma melancia no ponto certo de maturação e mantida em local fresco e arejado pode durar até duas semanas. Ao cortá-la, refrigere os pedaços por até três dias.

Agora você já sabe quais as melhores dicas de armazenamento para os alimentos frescos! Veja aqui ideias de receitas para aproveitar frutas, verduras e legumes.

Próximo artigo

Bife à parmegiana, acebolado, a rolê: como variar a carne do dia a dia

Bife à parmegiana, acebolado, a rolê: como variar a carne do dia a dia